Extintores

Os extintores podem ser portáteis, para afixação em paredes ou suportes específicos, ou sobre rodas, de maior capacidade. O tipo de material que comporá o extintor também irá definir o revestimento e a capa protetora do produto, além do tipo de saída e forma de manuseio.

Os tipos dividem-se entre pressurizados, de pressão injetável ou químico. Basicamente, o reagente pode ser água, gás carbônico CO2 ou espuma (combinação entre sulfato de alumínio e bicarbonato de sódio). O tempo de descarga do extintor no momento do uso será proporcional à sua capacidade, porém o tempo mínimo não poderá nunca ser inferior a 8 segundos. Quanto maior a capacidade, maior o tempo de duração para a descarga.

A escolha do produto adequado deve ser feita com orientação de especialistas, bem como o número de equipamentos e sua disposição no local.

A sinalização sobre a localização dos extintores, áreas de escape e procedimentos para evacuação do local devem ser definidas previamente e são itens de grande importância na avaliação dos riscos do ambiente e para obtenção das certificações específicas de funcionamento do estabelecimento.

• Pó químico ABC, à base de Fosfato Monoamônico • Pó químico BC, à base de Bicarbonato de Sódio • Espuma AFFF – Àgua Pressurizada.

passe o mouse pelas imagens para ampliá-las: